Maya

Eu perguntei ao meu povo o que eles queriam? E eles responderam que queriam ser felizes… Isso era fácil. Eu os distrai com todos os meios e artimanhas que poderia dispor. Criei a grande ilusão e tornei tudo possível. E tudo ocorreu tão perfeitamente que eles já não sabiam o que queriam, o que faziam ou porque faziam, mas continuavam fazendo sem parar. Consegui extrair a capacidade de pensar. E, sem pensar, eles teriam a chance de serem, afinal, felizes. Não era isso que queriam? A felicidade, não lhes expliquei, só existe na ignorância.

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s