Utopia do mundo

Eu queria dizer que vivemos em um mundo no qual as pessoas sentem-se responsáveis por seus próprios atos, pela forma com que se posicionam perante o mundo. Eu queria dizer que elas sabem o quanto sua atitude impacta no mundo, que elas reconhecem o valor de dar o exemplo e que dormem com a consciência tranquila, pois sempre calculam as consequências dos seus próprios atos. Eu queria dizer que vivemos em um mundo que não há vítimas, mas guerreiros que traçam seu próprio destino por seu próprio talento, sangue e suor. Eu queria dizer que vivemos em um mundo de pessoas honradas, que valorizam sua palavra, que se dão e exigem respeito. Eu queria dizer que vivemos em um mundo justo no qual as pessoas recebem exatamente aquilo que fizeram por merecer. Eu queria dizer que vivemos em um mundo que valoriza a alegria e que, por isso, não permite que haja nada que impeça o homem de expressar seus desejos naturais. Eu queria dizer que vivemos em um mundo no qual a liberdade é sagrada e que qualquer atitude de aprisionar é vista com toda a torpeza que nela se esconde, que os sentimentos de culpa não têm espaço, que a manipulação pela culpa e todas as outras formas revestidas de prisão não têm qualquer chance de prosperar. Eu queria viver em um mundo de pessoas independentes, corajosas, honradas, respeitadas e livres. Eu queria poder contar a vocês como é meu mundo, mas hoje eu não posso.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sonhar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s