Antídoto

A ignorância do juiz mutila, fere, fura e adoece os ouvidos do réu inocente. O único antídoto para o espírito do pobre réu é não se esquecer da estupidez de quem lhe dá a sentença. Meu amigo, isso eu lhe digo sinceramente, sempre que for julgado tome esse antídoto para voar acima daqueles que querem lhe afundar ao nível de sua própria corja ignóbil.

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s