Asco contra os covardes

Frequentemente, para infelicidade do mundo, há notícias no jornal de maus tratos a criaturas inocentes. Hoje foi o dia e ler mais uma notícia desse gênero. Foi a vez de uma enfermeira que espancou um lindo Yorkshire até a morte. A verdade é que me dói mais que qualquer coisa saber que existem pessoas, cuja crueldade e covardia é tamanha, que aproveitam-se da ingenuidade e pureza de um lindo animal ou de uma criança, sempre de seres que não conseguem se proteger ou revidar ao ataque, para torturar-lhes pela vida e levá-los  à morte.

Eu desejo com toda minha vontade que essas pessoas covardes e insensíveis experimentem na própria pele o veneno que desferem, que elas possam um dia encontrar outra pessoa bem mais forte, que possa golpeá-las com a mesma fúria e crueldade, torturá-las diariamente até levá-las à morte lenta e merecida. Eu desejo a esse tipo de pessoa tudo que há de pior no mundo, que suas feridas nunca cicatrizem e que aumentem e inflamem com bactérias e outras imundícies para que sinta uma dor sempre crescente, que não encontre ao fechar os olhos nenhuma imagem doce e suave a lhe acalentar, que só consiga ver e usufruir das cruezas que espalhou pelo mundo, que a tortura, que antes enchia seus lábios com prazer, somente lhe cause náusea e vômito, de tal forma que chegue o dia em que se afogue no seu próprio esgoto.

Quanto aos comentários infames da torturadora de animais e crianças, eu lanço a ela e a todos que se encaixam nesse torpe perfil meu próprio asco indecente e colossal, maior de todos, e digo a verdade, que para mim é absoluta:  Sempre fostes livre para nunca ter perto de si qualquer animal ou criança, escolhestes esse destino por tua própria vontade, e a partir do momento fizestes essa escolha, devias honrar essa áurea tarefa, mas por seres o mais baixo dos seres, por representar tudo que há de podre e fétido, por uma barata perto de ti ser angelical e bela, sujaste, como haviam de ter previsto, com tuas estranhas e impurezas o que havia de belo, matando a vida que realmente valia a pena. Era a todo tempo evidente que o que é nojento, sujo e podre em sua essência não permitiria que vivesse e prosperasse aquilo que há de bom e puro, já que a inveja é outra bengala de que abusas.  Desejo com toda minha vontade, do âmago profundo do meu ser, que meu asco a cubra até o dia de sua morte e que seu fedor horrendo inerente a tua pele imunda nunca diminua, seja sempre forte e indecente como sua alma, e que suas dores sempre cresçam até que o dia a morte seja seu maior presente, presente que se pudesse te negaria.

Ninguém escapa da verdade de que é livre. Ninguém é obrigado a procriar. Ninguém é obrigado a ter animais. Ninguém é obrigado a nada. Mas se você escolheu essa tarefa, deveria fazer de tudo para honrá-la, mesmo sabendo que seu maior esforço nunca será um dia comparado à beleza, pureza e inocência dos animais e crianças.

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Asco contra os covardes

  1. Essa mulher não pode ficar impune mesmo.
    Ótimo texto, infelizmente não gosto de violência, mas ela merece. ;@
    Beeijão :*

  2. Adorei Eliane e também fiquei revoltada quando li e escutei comentários a respeito dessa crueldade, simplesmente fiquei enojada como uma pessoa pode ter tamanho sangue frio de maltratar um animazinho… Infelizmente alguns seres humanos tem atitudes animais…
    Lembrei de um filme “Para sempre cinderela” em que a cinderela no final diz para a corte que as sua madrasta malvada seja tratada com a mesma cortesia a qual elas a trataram…
    Acho que é exatamente isso que diria para essa assassina de animais…

    Abraços!

  3. Também fiquei enojada quando vi aquele vídeo, e é simplesmente revoltante saber que aquele é só mais uma caso de maus tratos a estas inocentes criaturas. Eu não incentivo a violência física, mas bem que essas pessoas que acham natural praticar esse tipo [e outros] de maldade mereciam sofrer, no mínimo tortura psicológica que, na minha opinião, teria mais efeito que a física.
    Respeitar a tudo e a todos é fundamental para se obter respeito também. Mas infelizmente, algumas pessoa parecem não ter capacidade de compreender algo tão simples assim. ¬¬
    #ProntoFalei

    Bjinhos, querida! ^_~

  4. Leandro de L. disse:

    Amei o texto!
    E sobre a mulher que espancou até a morte o seu yorkshire, quero que ela sofra igual ou pior tudo o que ela fez com o pobre animal.
    Eu não a considero um ser humano.
    Nenhum ser humano, que tem um coração bom e humano, jamais pensaria em maltratar ou qualquer coisa do gênero, qualquer animal ou criança.
    Seres tão vulneráveis e indefesos, que nem ao menos são capazes de se defender.
    É realmente algo absurdo.
    Beijo Eliane!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s