Obediência

O vivente, eu segui, percorrendo os maiores e menores caminhos, a fim de conhecer seu modo de ser.
Como um espelho de cem faces, colhi seu olhar quando ele ainda guardava a boca fechada: para que seus olhos me falassem. E seus olhos falaram-me.
Mas, onde quer que eu encontrasse vida, ouvi, também falar em obediência. Todo o vivente é um obediente.
E, em segundo lugar: manda-se naquele que não sabe obedecer a si mesmo. É este o modo de ser do vivente.
E foi esta a terceira coisa que ouvi: que mandar é mais difícil que obedecer. E não somente porque quem manda carrega o peso de todos os que obedecem, e é fácil que este o esmague.-
Um tentame e uma ousadia, parece-me haver em todo mando; e, quando manda, sempre o vivente põe a si mesmo em risco. (Friedrich Nietzsche, Assim falou Zaratustra)

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s