A mula e Deus

A mula olhava para o céu e gritava:
– Deus! Você está me escutando?
Deus assustado não acreditou:
-Como é que você está conseguindo falar comigo? Não me leve a mal, mas é que eu não tenho paciência para esse monte de lamúria, pedidos, agradecimentos e conversinha mole…
A mula nunca imaginou que Deus falasse assim, mas, na dúvida, já foi se desculpando:
-Calma, Deus! Eu só queria mesmo conversar um pouco. Desabafar, sabe? Se faz tempo que você não conversa com ninguém você bem que podia abrir uma exceção…
-Está bem. Desembucha!
-Bom, é que eu fico trabalhando aqui, sabe? De sol a sol. Você sabe o trabalho dignifica o homem. Sigo à risca a mensagem da bíblia, mas parece que não saio do lugar.
-E não sai mesmo.
A mula se assustou. Não acreditou no que ouviu.
-O que o senhor falou, meu Deus?
-Falei que é isso aí. Não sai do lugar mesmo.
-E por que você manda na bíblia que se trabalhe e muito?
– Para que ninguém tenha tempo livre.
– Por que você não quer que ninguém tenha tempo livre?
– O tempo livre faz muita gente pensar.
-E qual o problema?
– Se pensarem, começarão a ver um monte de coisa que eu sempre quis esconder.
-Por exemplo?
-Eu não vou te falar. Você tem que descobrir.
-Você tem medo de perder poder e importância?
-É também é isso. O outro motivo é que eu sou um pouco sádico.
-Sádico?
-É gosto de ver sofrimento.
-Nossa! Isso explica tanta coisa.
Deus não disse nada. A mula continuou.
-Então, é besteira ficar trabalhando de sol a sol que nem bobo?
-Só agora que você descobriu?
-Meu Deus!
-O que foi?
-Desculpe foi só força de expressão, mas é que eu percebi que perdi tanto tempo.
-Não se preocupe.
-Não me preocupar? Minha vida inteira foi inútil.
– Não são todos que nasceram para brilhar. A maioria, como você, nasceu para camelar.
-Eu não posso brilhar?
-A verdade é que para brilhar você teria que me desobedecer.
-Mas eu sou temente a você, meu bom Deus.
-Esse é seu problema. Você nunca irá brilhar.
-É isso o que ganho?
-É.
-Você não tem vergonha?
-Olha como fala comigo!
-Desculpe, meu Deus.
-Respondendo sua pergunta, eu não tenho nenhuma vergonha. É assim que eu me divirto. Esqueceu que sou sádico?
-É esqueci… Verdade você tinha dito.
-Como eu faço para desobedecer?
-Isso você tem que descobrir.
-De novo isso. Já sei…É só eu não trabalhar.
-Você está ficando bom nisso.
-Mas como vou sustentar minha família se eu não trabalhar?
-Ah, isso é com você.
-Não posso fazer isso.
-Está vendo por que eu disse que me desobedecer não é para todos.
-Só me conta como eu faço para não trabalhar.
-Você deu sorte. Estou com bom humor hoje e vou responder. Para não trabalhar é só fazer o que gosta.
-Que pegadinha!
-Essa foi boa, né?
-Mas arriscar o sustento da minha família, ser desocupado, isso não é errado? O certo não é eu seguir as regras da sociedade? Fazer o que todo mundo faz?
-Se fizer o que todo mundo faz, você será mais um. Seguir as regras da sociedade, só se você concordar com elas. Se esqueceu que eu dei o livre-arbítrio?
-Mas eu nunca imaginei que o livre-arbítrio era para eu realmente fazer o que quisesse.
-Isso não é só problema seu. Ninguém entende o livre-arbítrio. Ainda bem!
-O livre-arbítrio não é simplesmente decidir meu caminho?
-E quem decidiu seu caminho? Foi você mesmo?
-Pensando bem… Em mim foi quem eu menos pensei.
-Eu sei.
-Eu devia seguir minha vontade? Isso não é ruim? Não é egoísmo?
-E por que seria?
-Bom, porque só iria me beneficiar. Eu não devo beneficiar aos outros assim como a mim mesmo? Ame ao próximo como a ti mesmo, não é isso?
-Tinha esquecido como amarrei vocês todos direitinho com a bíblia.
-Eu não devo amar ao próximo como a mim mesmo, então?
-Só se for louco. Se você for atrás do ama, primeiro não vai trabalhar, segundo vai brilhar e em último será feliz. Como isso pode ser prejudicial? Se todos fizessem isso o mundo seria bem melhor.
-Mas, meu Deus, por que você não colocou isso na bíblia?
-Quantas vezes vou ter que dizer que sou sádico?
-Desculpe, você já mencionou várias vezes.
-E o que você vai fazer agora?
-Vou para casa correndo, já está tarde e amanhã acordo cedo.
O diabo deu risada e o homem saiu correndo para seu casebre, pois amanhã tinha que arar a terra.

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s