É seu!

Irrita-me esse sentimento de decência, essa moral dos fracassados, a facilidade imprudente com que apontam os dedos horrorizados para tudo o que lhes parece diferente a essa normalidade tacanha, insossa e monótona. Quero pedir aos loucos, aos indecentes, aos autênticos, aos inventores que escandalizem mostrando suas verdades e suas conquistas. Não quero vergonha, nem discrição, quero dança, grito e vida, sempre muita vida. Deixe que sequem aqueles que não podem vingar, pois o mundo é de quem tem sede, que encontram sua própria água. Saiba que voltarão horrorizados, quererão que por tua glória pague seu preço. Não lhes dê razão, nunca. Se é tua árvore que floresce e cresce, o fruto é teu e de mais ninguém. Foram eles que optaram por viverem sem viço, brilho e luz. Repito deixe que sequem. Não se enganem que tudo que querem é pegar o que não lhes pertence e só farão isso se deixar. Não caia em discursos enfeitados, acreditem eles farão você acreditar que tem culpa por prosperar, pois para eles a terra ironicamente pertence a quem não pode fecundar…Não há culpa em colher os frutos que plantou. Deveria ser o contrário…

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s