Recomeço

E na solidão da multidão eu sumo
ninguém me vê
não há nada só vozes e pouco espaço
sinto-me sufocada e quero fugir
para além de mim
para qualquer lugar que eu possa ser
qualquer coisa que eu ainda não fui
onde não exista o passado
nem promessas de um futuro
mas só o instante
para eu ser inteira no presente
e que ninguém se lembre de mim nunca
assim não ouvirei mais sobre minhas limitações
e serei finalmente livre na infinitude da minha alma

Anúncios
Esse post foi publicado em Sonhar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s