Aprendendo a ouvir

Eu presencio discussões eternas na minha cabeça, acredito que vocês também. É curioso é que se houvesse sempre alguma coisa, alguma voz, querendo nos mostrar algo. Às vezes tudo que escutará dessa voz são opiniões de outras pessoas, pontos frágeis, medo…sim, muitas vezes essa voz é seu próprio medo fantasiado de algum alerta racional seguro…Às vezes é exatamente o contrário, essa voz mostra a você as infinitas possibilidades que existem e a mágica que há no instante…sim, você reconhece seu som é a voz do amor…
Talvez você não saiba ainda reconhecer o tom dessas vozes, talvez não compreenda exatamente o que elas querem e se questione se elas não são uma parte de você, oculta. Claro que sim temos infinitas partes, somos muito mais completos do que imaginamos. Comece a prestar mais atenção a essas vozes, procure diagnosticar de onde vêm, se são vozes suas, se são de outros, se vêm do medo, se vêm do amor… Não é difícil. No fundo sempre reconhecemos as vozes. Tudo que precisamos é prestar atenção. Preste mesmo, isso é muito importante. Você começará a diagnosticar se essas vozes são suas, se são de outras pessoas, se vêm do medo, se vêm do amor, se vêm de culpa, se vêm de traumas, cercas e proteções que criou com o tempo, se são puras convenções sociais, tantas coisas…O importante é que percebendo o que realmente são essas vozes, você poderá decidir como quer conduzir sua própria vida, reconectar-se à sua essência e se livrar daquilo que não é para você.

Anúncios
Esse post foi publicado em Acordar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s