Minha pequena menina de olhos grandes

Às vezes tenho saudades da menina que tantas vezes me fez perder o sono, com sua cabeça tão acelerada, sempre pensando em histórias para contar. Ela tinha olhos grandes de jabuticabas e seus olhos alegres e faceiros estavam sempre brilhando para mim. Ela me atordoava e frequentemente me irritava com sua alegria suprema, mas então, de repente, ficava quieta, cansada e dormia um sonho de anjos bem à minha frente. E com que facilidade dormia, como se preocupações nunca pudessem pousar em sua linda cabecinha ou como se ela soubesse que se preocupar, de verdade, nada mudava, pior intensificava o que ela não queria. Tenho saudades da sua alegria, mas principalmente das suas brincadeiras bobas e de rir com ela sem freios até chorar. Era sempre divertido estar ao seu lado. Era como se a tristeza vivesse de férias. Fico muitas vezes me perguntando onde é que ela foi parar, minha pequena menina. Não sei se a assustei empilhando tantos documentos à sua frente, a impedindo de olhar a paisagem da janela, ou se foi o semblante sério, que ganhei com os anos, que ela não gostou. Continuo procurando minha menina por toda parte, mas ela só aparece quando danço à toa, canto ou corro, sem motivo algum. Até quando grito bem alto ela se diverte. Nessas horas ela ri para mim com seus olhos grandes, como se dissesse, que nunca se foi e que estará sempre comigo enquanto houver vida vivida, no sentido mais profundo dessa palavra.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sonhar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s